sábado, 30 de agosto de 2014

Parque Nacional da Serra dos Órgãos já entra no clima da celebração dos seus 75 anos

TERESÓPOLIS — Os números relacionados ao Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso) impressionam. É o único do Brasil a abrigar mais de 2.800 espécies de plantas catalogadas, 462 espécies de aves, 105 de mamíferos, 103 de anfíbios e 83 de répteis, incluindo 130 animais ameaçados de extinção e muitas espécies endêmicas (que só ocorrem no local). Porém, prestes a completar 75 anos ( a comemoração será no dia 30 de novembro), o espaço ainda é um ilustre desconhecido, mesmo para quem mora nos arredores. Por este motivo, a Secretaria de Cultura de Teresópolis dá início às comemorações com uma exposição na Casa da Memória Arthur Dalmasso, para mostrar um pouco da história do parque.
— Nosso maior objetivo é contar a história de Teresópolis. E o Parnaso tem um papel importante nesse contexto. Acredito que também possamos colaborar com a conscientização ecológica, principalmente por parte das crianças — afirma Regina Rebello, chefe do patrimônio histórico da Secretaria de Cultura.
Importância. O Parnaso é considerado o parque com a maior rede de trilhas do Brasil (130 quilômetros). Acima, imagens antigas do parque, em exposição - Felipe Hanower / Felipe Hanower
Na mostra, painéis ilustrados narram o decorrer dos anos, mostrando a beleza da flora e da fauna do parque. Além disso, fotografias e documentos cumprem a função de apresentar o espaço, cuja área se espalha pelos municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim. Considerado o parque com a maior rede de trilhas do Brasil, o Parnaso tem 130 quilômetros de atrativos de diversos graus de dificuldade.
O clima já é de festa entre os organizadores:
— Já tivemos a primeira reunião para planejar as ações comemorativas. Queremos destacar os avanços dos últimos 25 anos e o que pretendemos para quando o parque completar 100 anos. Uma boa notícia é que, este ano, já superamos o recorde de visitação. Apenas no primeiro semestre estiveram aqui 130 mil pessoas, número total do ano passado — analisa Leandro Goulart, chefe do Parnaso.
Umas das atrações que mais agradam é a trilha suspensa,com 1,3 km de extensão e 9 metros de elevação.
— Ela foi construída em 2002, e em 2010 inauguramos o seu último trecho. É um caminho entre as copas das árvores, com os sons dos pássaros e outros animais — diz Fábio Viana, coordenador de operações do parque.

Fonte:oglobo