sábado, 30 de agosto de 2014

Ouvidoria participa de Ação Social na Cascata do Imbuí


A Ouvidoria da Câmara Municipal participou da “Ação Social de Proteção Comunitária”, promovida pelo Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec-CPC), com parceria do Sistema OCB/RJ-Sescoop/RJ, Aprochácara e Câmara, na Cascata do Imbuí, no dia 24.08.
Os moradores dos bairros Campo Grande, Posse, Cascata do Imbuí e Granja Florestal e Caleme passaram a tarde de domingo aprendendo sobre ouvidoria, defesa civil, meio ambiente, entre outros.
“O evento foi válido porque permitiu levar ao conhecimento da população o serviço da Ouvidoria. As pessoas ficaram surpresas e gostaram de saber sobre mais um canal de comunicação e serviu como experimento para um pré-projeto para implantar a ouvidoria itinerante e estreitar este relacionamento entre a Câmara e o cidadão”, avaliou o ouvidor Alexandre Paim.
Além das atividades educativas, os coordenadores do Nupdec sortearam brindes, pintaram as crianças e serviram lanche. As crianças brincaram no pula-pula e com o palhaço Futrica, que mora na região. Duas bandas animaram a tarde com muito rock. A Aprochácara distribuiu mudas de ipês roxo e amarelo.Wellington Andrade, da administração da Câmara falou sobre defesa civil e meio ambiente.

Nupdec
Criado pela Defesa Civil de Teresópolis, os Nupdecs são unidades formadas por grupos comunitários que participam das atividades como voluntários. O objetivo é organizar e preparar a comunidade local para atuar na prevenção de acidentes e na pronta resposta após a ocorrência de desastres naturais, como inundações e deslizamentos de terra, até a chegada dos órgãos oficiais de socorro.
Durante a capacitação os moradores são orientados a monitorar as condições climáticas para que percebam quando há previsão de chuva forte com risco de alagamentos ou deslizamentos de terra. O acompanhamento pode ser feito pela internet e também por mensagem via telefone celular. Neste caso, as pessoas interessadas podem se cadastrar através do blog da Defesa Civil. No blog também é possível acompanhar todas as ações de educação e de prevenção da Defesa Civil.
Primeiros socorros, risco geológico e hidrológico também são abordados no curso preparatório. No final, os moradores percorrem a região para mapear as áreas de risco e definir as rotas de fuga até os pontos de apoio na comunidade, ou seja, os lugares seguros para onde deverão se dirigir em caso de ocorrências.