quarta-feira, 31 de outubro de 2012

 
A Prefeitura de Teresópolis informa que a Polícia Civil está investigando o arrombamento ocorrido na madrugada desta segunda-feira, 29, nas secretarias municipais de Fazenda e de Planejamento, que funcionam no primeiro e no terceiro pisos do Palácio Theresa Christina, sede do Governo Municipal, localizado na Avenida Feliciano Sodré, na Várzea. 

O guarda municipal de plantão durante a madrugada acionou a polícia assim que percebeu a movimentação de pessoas estranhas no interior da Prefeitura, porém, os policiais não encontraram ninguém. 

Várias salas foram reviradas, armários e gavetas arrombados e vidros de janelas quebrados, principalmente na Tesouraria. Funcionários municipais estão averiguando se falta algum documento. 

O atendimento ao público na Prefeitura está normalizado e acontece das 12h às 18h, exceto na Secretaria Municipal de Fazenda. O setor se encontra interditado, aguardando a presença de um papiloscopista, que vai colher impressões digitais. Só após esse trabalho a Secretaria deverá ser liberada para o atendimento ao público.

Teresópolis: Funcionamento dos serviços durante o feriado do dia 2


Até esta quinta-feira, 1º de novembro, a Prefeitura funciona normalmente, com atendimento ao público das 12h às 18h. Depois, devido ao feriado nacional do dia 2, Finados, as repartições municipais retomarão o expediente na segunda-feira, dia 5. Entretanto, durante o fim de semana prolongado, a população terá atendimento garantido em todos os serviços considerados essenciais, como coleta de lixo, emergência médica e orientação do trânsito.
Por conta do Dia de Finados, os nove cemitérios municipais foram preparados para receber os visitantes. A manutenção é permanente, mas a Prefeitura intensifica o serviço neste período, quando aumenta significativamente o fluxo de pessoas. Capina, varrição, poda, limpeza de sepulturas e pintura de muretas e meios-fios foram alguns dos serviços realizados.
A expectativa é que durante esta semana, cerca de cinco mil pessoas passem pelo Cemitério Carlinda Berlim, no Vale do Paraíso. Nesta sexta, Dia de Finados, haverá celebração de missa às 10h30 no local. Toda a equipe de funcionários estará de plantão, a fim de orientar os visitantes sobre a localização de sepulturas e gavetas mortuárias, entre outros serviços.
SERVIÇOS ESSENCIAIS – A coleta de lixo domiciliar nos bairros será normal. A Defesa Civil também trabalhará sem interrupção, com equipes de plantão e atendimento pelo telefone de emergência 199. O efetivo da Guarda Municipal estará nas ruas orientando o trânsito. A administração do Cemitério Municipal funcionará com plantão 24 horas. Para atendimento médico de urgência, a Unidade de Saúde 24h Dr. Eitel Haje, no bairro de São Pedro, e o Serviço de Pronto Atendimento, em Bonsucesso, funcionarão em regime de plantão.
UPA – Instalada na Rua Tenente Luiz Meirelles, no Bom Retiro, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas) funciona dia e noite, inclusive sábado, domingo e feriados, para atender os casos de urgência e de emergência de baixa e média complexidade.
POSTOS DE SAÚDE – Até esta quinta, 1º, os postos de saúde e unidades básicas atendem normalmente ao público. Depois, as consultas médicas serão retomadas na segunda, 5 de novembro.
EDUCAÇÃO – Os alunos da rede municipal de ensino têm aula até esta quinta-feira. As atividades nas escolas, creches e centros de educação infantil serão retomadas na segunda, 5. 
FEIRINHA DE TERESÓPOLIS – Os cerca de 550 estandes e a Praça de Alimentação e Eventos da Feirinha de Teresópolis, no Alto, funcionarão desta sexta, 2, até domingo, 4, com opções variadas de moda, artesanato e de gastronomia para os seus visitantes, das 9h às 18h.

Desapropriação do Sítio Urso Branco (Mata Atlântica) dá sequencia a regularização fundiária do Parque Natural Montanhas de Teresópolis


Foi assinada na última sexta-feira, 19, a Escritura Pública de Desapropriação do Sítio Urso Branco, em Santa Rita, no 2º Distrito, como parte da regularização fundiária do Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis.  A propriedade possui uma área de 42 hectares de Mata Atlântica e algumas edificações, como a casa principal que, após algumas adaptações, passará a funcionar como a Sede Administrativa do Parque. Com isso, além do Núcleo da Pedra da Tartaruga, o PNM de Teresópolis, passará a contar com mais uma área de uso público, com instalações adequadas para receber os visitantes.
Os recursos para a desapropriação, no valor de R$ 450 mil reais, foram repassados pelo do Governo do Estado e são oriundos da Câmara Estadual de Compensação Ambiental. Desde 2009 a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil vem pondo em prática o projeto de fortalecimento do Parque Municipal junto ao Governo do Estado, iniciativa que inclui a aquisição da sede oficial da unidade de conservação, a elaboração do Plano de Manejo e também para a compra de veículos e equipamentos. O projeto aprovado e a verba, num total de R$ 1,2 milhão, são administrados pelo FUNBIO (Fundo Brasileiro para a Biodiversidade).
Criado no dia 6 de julho de 2009, com a presença do então Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, o Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis ocupa uma área com mais de quatro mil hectares e abrange os bairros Salaco, Posse, Granja Florestal, Campo Grande (na cidade), Santa Rita e Ponte Nova (no interior) e vizinhança. Também faz limite com os municípios de Petrópolis e de São José do Vale do Rio Preto.
Possui em seu território uma exuberante cadeia de montanhas, com destaque para a Pedra da Tartaruga e a Pedra do Arrieiro, além de uma área rica em fauna e flora nativas da Mata Atlântica e várias nascentes. De acordo com levantamento ecológico recente, financiado pelo FUNBIO, a unidade de conservação possui 121 espécies de aves, 31 de mamíferos – 19 de répteis, dez de anfíbios e oito grupos de insetos, com destaque para espécies em risco de extinção, como morcego amarelo, paca, lontra e ouriço.

terça-feira, 30 de outubro de 2012


Há cinco anos, projeto investe na formação de 


crianças e jovens através de aulas de música em


 Guapimirim


Vitória da música: Lucas foi aprovado para a banda da Guarda Municipal de Itaboraí
Vitória da música: Lucas foi aprovado para a banda da Guarda Municipal de Itaboraí 
A beleza e o som do saxofone sempre mexeram com a estudante Talita Kaled, de 16 anos. Mas foi aos 14 que a jovem teve o primeiro contato com o instrumento. Desde então, não se separaram. Histórias parecidas ocorreram com outros jovens da Orquestra Som da Serra, projeto patrocinado pela Concessionária Rio Teresópolis (CRT), através da lei federal de incentivo à cultura, e desenvolvido pelo Grêmio Recreativo Musical Guapiense, em Guapimirim.
— Passava e via as pessoas tocando. Tive curiosidade, decidi entrar e gostei. Nunca toquei nenhum instrumento antes, mas a imagem do sax me atraía. Gosto muito do som — contou a estudante.
Por ano, cerca de 80 jovens participam do projeto, que estimula o conhecimento e a reflexão sobre manifestações artísticas e desenvolve atividades utilizando a música popular.
Desde 2006, mais de 400 jovens já passaram pela orquestra
Desde 2006, mais de 400 jovens já passaram pela orquestra 
Com dois anos de orquestra, Talita já pensa em lançar um CD. O desejo surgiu após ficar em segundo lugar num concurso de talentos da CRT, realizado em dezembro. A banda de Talita empolgou com a canção "Pensando em nós dois". Além da premiação — um troféu e R$ 200 — , o concurso despertou na estudante o desejo de seguir carreira musical:
— Tentamos ir para frente, nos apresentamos em outros concursos, mas é difícil. Até gravaria se tivesse oportunidade um dia — conta a jovem, ainda esperançosa.
Bons frutos do projeto
Desde dezembro de 2006, mais de 400 alunos já passaram pela orquestra. A coordenadora de Recursos Humanos da CRT, Alessandra Fernandes, ressalta a importância das aulas:
— O projeto dá uma perspectiva profissional para os jovens. Mesmo que não ingressem na carreira musical, eles podem trabalhar em outra profissão relacionada à música.
O trombonista Lucas Silva Rosa é um exemplo bem-sucedido. Aos 18 anos, ele foi aprovado para a banda da Guarda Municipal de Itaboraí e aguarda convocação. Lucas toca trombone há quase sete anos. No projeto desde os 13, ele trabalha na secretaria do grêmio e não vê a hora de ter estabilidade através da música:
— Estou esperando a convocação ansioso. Na minha idade já consegui uma estabilidade — comemora Lucas, que deverá ganhar cerca de R$ 1.500.


Fonte: http://extra.globo.com

Faça e Aconteça: O desafio de ser formal



Empresa familiar: Ilídio Delgado e o cunhado, Gilberto de Castro
Foto: Felipe Hanower











Morador de Teresópolis com dez anos de experiência em artesanato formaliza o negócio e abre uma empresa
Empresa familiar: Ilídio Delgado e o cunhado, Gilberto de Castro
FELIPE HANOWER
Há dois anos o teresopolitano Ilídio Delgado deixou de ser artesão para se tornar um empresário. Com dez anos de experiência na criação de acessórios femininos em couro, ele percebeu que era hora de fazer o negócio crescer. Mas, para isso seria necessário abandonar a informalidade. Foi aí que surgiu a empresa Couro em Flor.
— Trabalhava em casa, fazendo as peças com a ajuda da minha família. Foi então que participei do Projeto Empreendedor, do Sebrae, onde fui estimulado a formalizar o meu negócio por conta do seu potencial de crescimento — explica Delgado.
Ele instalou a empresa no Núcleo de Empreendedorismo de Teresópolis, no bairro Ermitage, e hoje já conta com seis funcionários.
— O nosso negócio sempre teve uma característica familiar. Com essa expansão, conseguimos trazer ainda mais parentes. Hoje, trabalhamos eu, meus filhos e cunhados. É claro que vai chegar uma hora em que teremos que contratar funcionários de fora — explica.
A empresa produz acessórios como presilhas de cabelo, pulseiras, chaveiros e brindes, com preços que variam de R$ 1 a R$ 20. A novidade é a fabricação de cintos, que começa a ser comercializado em breve. O artigo está sendo feito com duas máquinas que foram adquiridas recentemente.
A Couro em Flor não vende os seus produtos diretamente, ela trabalha apenas com a revenda dos produtos para lojas, em varejo ou atacado, e hoje tem clientes em toda a Região Serrana e cidades com Rio de Janeiro e Três Rios. Em Teresópolis, os artigos da Couro em Flor podem ser comprados em lojas como A e B, Quiosque e Dona D. Um de seus diferenciais é a possibilidade de criar peças exclusivas para cada loja.
De acordo com o empresário, o seu objetivo é expandir o negócio para outras partes do país, mas para isso ainda é necessário driblar alguns problemas, como a falta de mão de obra qualificada e a dificuldade logística.
— Ainda estamos nos estabelecendo no mercado formal, e isso requer quebrar algumas barreiras burocráticas e operacionais. É uma batalha longa, mas creio que valerá a pena — afirma.
Fonte :Jornal O Globo



segunda-feira, 29 de outubro de 2012


ATRAÇÃO CIRCENSE NA GRANJA GUARANI PELA PRIMEIRA VEZ!







Nova Friburgo esta à frente de Teresópolis em gastos de campanha

Rogério Cabral  tem um histórico bastante positivo de ações em prol da Região Serrana

Os candidatos Pedro Rogério Vieira Cabral, do PSD, e Jairo Wermelinger Araújo, do PHS, encabeçam a lista dos gastos: cada um pretende desembolsar R$ 3 milhões.
Em Teresópolis, os gastos registrados para a campanha dos oito candidatos à prefeitura somam R$ 8,7 milhões. Nilton Wilson Salomão, candidato do PT, é o que mais pretende investir na campanha com R$ 2,5 milhões.

Arrombamento no prédio da Prefeitura de Teresópolis ainda não tem explicação


O arrombamento ocorrido durante a madrugada do dia 29 de outubro na sede da Prefeitura Municipal de Teresópolis ainda segue semexplicação. Os setores arrombados foram as Secretarias de fazenda e Planejamento, e a procura por falta de documentos durou o dia todo sem sucesso. Até o momento, nada se sabe sobre o fato, e aguarda-se um papiloscopista para colher digitais. O Ministério Público esteve no prédio por volta das 18:00 em busca de informações e segundo a Polícia Civil as investigações só param depois que alguma pista for identificada. O atendimento ao público continua normal, com exceção da Secretaria de Fazenda que fica na dependência do recolhimento de provas.

domingo, 28 de outubro de 2012


Teresópolis: Conselho Municipal de Prevenção de Acidentes com Moto vai reabilitar a blitz educativa.


Em novembro, o Conselho Municipal de Prevenção de Acidentes com Moto dará início à realização de blitzes educativas em Teresópolis. A proposta é aproveitar o aumento do número de pessoas em circulação na cidade, nos dois últimos meses do ano, para conscientizar os condutores de motocicletas sobre a importância da direção segura, a fim de evitar a ocorrência de acidentes de trânsito.
Durante a campanha, haverá distribuição de panfletos educativos e os motociclistas serão alertados sobre a importância do uso de equipamentos de segurança, o respeito ao limite de velocidade e à sinalização de trânsito. Além disso, a Secretaria de Segurança Pública montará uma exposição de fotografias de acidentes de trânsito na Calçada da Fama, na Várzea.

Continuam abertas as inscrições para creche e Escola na Rede Pública

 
O atendimento para Creche e Pré-matrícula na rede Pública vai até dia 30 de novembro As inscrições são feitas no Pedrão das 09:00 as 18:00.
 
 A Prefeitura está oferecendo um curso gratuito de reforço de Matemática no Centro de Formação Profissional (Cefop), localizado em São Pedro. A iniciativa tem o objetivo de ajudar aos estudantes do 7º ano do Ensino Fundamental a superar dificuldades que tenham na disciplina, através do fortalecimento dos conhecimentos adquiridos nas escolas da Rede Municipal de Ensino. As aulas de reforço acontecem duas vezes por semana.

Os alunos da rede municipal que apresentam dificuldades em Matemática são encaminhados para o reforço promovido no Cefop. Na segunda-feira, as aulas acontecem na parte da manhã e na quinta-feira à tarde para que os estudantes dos dois turnos possam passar pelo reforço.

Vinculado à Secretaria Municipal de Educação, o Centro de Formação Profissional disponibiliza também, através do Programa de Integração e Orientação Jovem (Point Jovem), os cursos de Artesanato, Costura Artesanal, Padeiro, Informática, Raciocínio Lógico e de Agente de Informações Turísticas.

As aulas contam com a parceria das Secretarias de Desenvolvimento Social e de Turismo. Os cursos, todos gratuitos, reúnem em torno de 180 alunos e têm como conteúdos básicos Inglês, Relação Interpessoal e Língua Portuguesa.

Fonte: secretaria de comunicação
 
 Aconteceu nesta sexta-feira, 26, no auditório da Secretaria Municipal de Educação, na Várzea, reunião mensal do Conselho Municipal de Segurança Pública. Coordenado pelo presidente do Conselho, Nadim Kantara, o encontro contou com a participação do secretário municipal de Segurança, Marcos Antônio da Luz, do delegado Vinícius Paiva, da 110ª Delegacia Policial, além do tenente-coronel Alexandre Assumpção, do 30º Batalhão de Polícia Militar.

A reunião tratou de vários temas, como as estatísticas de ocorrências policiais nos últimos 30 dias, demandas de diversos setores da sociedade civil, além da reforma das cabines de segurança do município.

O arquiteto Roberto Cavalcanti apresentou a situação da cabine de segurança da Polícia Militar localizada em Quebra-Frascos, que precisa de reforma urgente e que deverá a ser a primeira da cidade a receber uma reestruturação. O presidente Nadim Kantara afirmou que, com a ajuda de parceiros e da iniciativa privada, o Conselho pretende concluir a reforma de todas as cabines de segurança do município.

O secretário municipal de Segurança, Marcos Antonio da Luz, falou sobre a preocupação com os acidentes de motos e anunciou que, em novembro, o recém criado Conselho Municipal de Prevenção de Acidentes com Moto dará início à realização de blitzes educativas em Teresópolis.

A proposta é aproveitar o aumento do número de pessoas em circulação na cidade, nos dois últimos meses do ano, para conscientizar os condutores de motocicletas sobre a importância da direção segura, a fim de evitar a ocorrência de acidentes de trânsito. “Vamos tomar algumas providências para reduzir o número de acidentes, tanto educativas como repressivas”, destacou Da Luz.

Candidatos tem que prestar contas até dia 6 de novembro

- Quem não apresentar documentos pode ficar impedido de participar de futuras eleições


Termina no dia 6 de novembro o prazo de entrega das prestações de contas finais dos candidatos que encerraram sua participação nas Eleições 2012 no primeiro turno. A Justiça Eleitoral aguarda o recebimento de 465 mil contas de campanha, relativas ao primeiro turno das eleições. O candidato que não apresentar as contas eleitorais não poderá obter a certidão de quitação eleitoral e, em consequência, ficará impedido de obter o registro de candidatura para a próxima eleição por não estar quite com a Justiça Eleitoral.

Além das contas de candidatos e comitês financeiros, a Justiça Eleitoral espera, no mesmo prazo, a entrega das prestações de contas dos diretórios dos partidos (municipais, estaduais e nacionais) referentes ao primeiro turno. Devido ao grande volume de contas a receber, a Justiça Eleitoral recomenda aos candidatos e partidos antecipar a entrega da prestação de contas antes do prazo final de 6 de novembro.

No dia 11 de outubro, a Justiça Eleitoral liberou a atualização do Sistema de Prestação de Contas Eleitorais (SPCE), cadastro em sua versão 1.07. Pela primeira vez, o sistema de prestação de contas possibilita a entrega do arquivo eletrônico da prestação de contas final de candidatos, partidos e comitês financeiros pela internet. Mas essa modalidade só pode ser exercida pelo prestador de contas caso realize a atualização do sistema para a versão 1.07.

O envio das prestações de contas finais pela internet não isenta candidatos, partidos e comitês da obrigatoriedade de entrega dessas prestações, com todos os seus demonstrativos e peças na forma impressa, à Justiça Eleitoral.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012


Ex-aluna do UNIFESO Teresópolis cursa mestrado em Fisiocirurgia

 
Ex-aluna do UNIFESO cursa mestrado em Fisiocirurgia


A Fisiocirurgia foi a área escolhida pela estudante Carina Teixeira Ribeiro, formada em Medicina Veterinária em 2010 pelo Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO), para dar continuidade à sua formação, se aperfeiçoar como profissional e se manter atuante no mercado de trabalho. Para ingressar no mestrado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde começou em agosto, ela se preparou fazendo estágio no laboratório de pesquisa urogenital da unidade por um período de seis meses, aprendendo técnicas laboratoriais e dando início ao projeto que veio a ser o tema da sua dissertação, para depois passar pelo processo seletivo.

Ela conta que se identificou com a área de Fisiocirurgia – Fisiopatologia e Ciências – e estuda bastante Morfologia. Durante a sua graduação no UNIFESO contou com o incentivo dos professores para trilhar o caminho profissional. Ela destaca ainda a monitoria da disciplina dos Mamíferos Domésticos II, onde atuou durante três anos, a orientação do professor Marco Aurélio Pereira Sampaio na monografia na área de Anatomia e o apoio do professor Hélio José Santos Baguetti Filho e do técnico do laboratório de anatomia Marcelo Caetano como fundamentais para alcançar seu objetivo. “O estudo é fundamental e primordial. A busca pelo constante saber e aperfeiçoamento o torna um profissional cada vez mais qualificado e atualizado. Dessa forma, você se torna capacitado, inserido no mercado e atuante”, observou.

Pesquisas apresentadas em Congresso 

Carina Teixeira Ribeiro participou do XXV Congresso Brasileiro de Anatomia, realizado de 3 a 6 de outubro, na Bahia, apresentando dois trabalhos na modalidade oral. A pesquisa intitulada “Análise histomorfométrica dos tecidos eréteis do pênis de bovino (Bos indicus) submetidos à supressão hormonal por castração” foi realizada em parte no Laboratório de Anatomia do Campus Quinta do Paraíso, no UNIFESO, e no Laboratório de Biomorfologia Celular e Extracelular da Universidade Federal Fluminense (UFF), com o objetivo de realizar o estudo histomorfométrico dos tecidos eréteis de pênis bovinos submetidos à privação desses hormônios pela castração. O outro trabalho intitulado “Análise estrutural do túbulo seminífero de ratos submetidos a pneumoperitônio prolongado” foi desenvolvido no departamento de anatomia na Unidade de Pesquisa Urogenital da UERJ, com o objetivo de estudar os túbulos seminíferos de ratos submetidos a pneumoperitônio prolongado de 8mmHg.

“Trata-se de um grande evento nacional em que inúmeros trabalhos de grande relevância são apresentados sobre diversos temas que envolvam a parte anatômica diferentes espécies. Foi uma experiência bastante interessante, pois aprendi com vários profissionais conceituados da área e tive a enorme satisfação em apresentar dois trabalhos na forma de tema livre”, avaliou a estudante.

Fonte:Unifeso Clipping (Jornalismo)

Promotora de Justiça de Teresópolis ministra palestra para o curso de Direito do UNIFESO

Promotora de Justiça ministra palestra para o curso de Direito do UNIFESO 
Promotora de Justiça ministra palestra para o curso de Direito do UNIFESO


“A catástrofe climática de Teresópolis – enfoque jurídico”. Este foi o tema da palestra ministrada pela Promotora de Justiça Anaíza Helena Malhardes Miranda, na noite de 23 de outubro de 2012, no Tribunal do Júri, no Campus Sede do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO). Voltado aos estagiários do Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) do curso de Direito, o evento faz parte da atividade interdisciplinar do núcleo, que envolve as áreas criminal, trabalhista, família e cível.

Fonte:Umifeso Clipping (Jornalismo)

FANTASMINHAS CAMARADAS
 
(Acima, trecho da matéria do jornalista Anderson Duarte publicada na edição dessa quarta, 24 de outubro, no jornal O Diário de Teresópolis)

 
(Coluna do jornalista Wanderley Peres publicada no jornal O Diário de Teresópolis dessa quarta, 24 de outubro)
SEM VERBAS PÚBLICAS

O release enviado pela AsCom no final da tarde dessa quarta dá conta do Concurso Miss Teresópolis que acontece no próximo sábado no Pedrão.

 
O texto chama a atenção para uma novidade: Dessa vez não haverá investimento dos cofres públicos. 

 
Teresópolis, 25 de outubro de 2012 – Em novembro, o Conselho Municipal de Prevenção de Acidentes com Moto dará início à realização de blitzes educativas em Teresópolis. A proposta é aproveitar o aumento do número de pessoas em circulação na cidade, nos dois últimos meses do ano, para conscientizar os condutores de motocicletas sobre a importância da direção segura, a fim de evitar a ocorrência de acidentes de trânsito.

Durante a campanha, haverá distribuição de panfletos educativos e os motociclistas serão alertados sobre a importância do uso de equipamentos de segurança, o respeito ao limite de velocidade e à sinalização de trânsito. Além disso, a Secretaria de Segurança Pública montará uma exposição de fotografias de acidentes de trânsito na Calçada da Fama, na Várzea.

A iniciativa foi anunciada na manhã da terça, 23, durante reunião do Conselho, que contou com a presença de representantes da Secretaria de Segurança, Guarda Municipal, Coordenadoria de Engenharia de Tráfego da Prefeitura, 30º Batalhão de Polícia Militar, 16º Grupamento de Bombeiro Militar, Conselho Comunitário de Segurança, Conselho Municipal de Segurança Pública, da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Teresópolis e do New Attitude Moto Clube.

Outras ações debatidas durante o encontro foram a realização de um curso de direção defensiva destinado inicialmente aos motoboys e de campanha de alerta sobre os perigos da ingestão de bebida alcoólica e a condução de veículos.

Iniciativa pioneira articulada pela Secretaria Municipal de Segurança Pública, o Conselho de Prevenção de Acidentes com Moto tem como objetivo formular políticas públicas que possam auxiliar na redução dos acidentes de motos, além sensibilizar a comunidade para os efeitos sociais e de saúde desse tipo de ocorrência e as formas de evitá-los. O órgão reúne representantes do poder público, de instituições e da comunidade na formulação de estratégias de intervenção para reduzir a morbimortalidade por acidentes de motocicletas.

Texto: Silvia Pimentel
Fotos: Divulgação


Seis feridos em acidente ainda estão


 internados em Teresópolis, RJ


Outros seis pacientes tiveram alta durante a noite de terça-feira (22).
Ernestina Santos, 62 anos, não resistiu e o número de mortos subiu para 15.


Mapa da região do acidente com ônibus na Rio-Teresópolis (BR-116) (Foto: Editoria de Arte / G1)Mapa da região do acidente com ônibus na
Rio-Teresópolis (BR-116) (Foto: Editoria de Arte / G1)
Seis pessoas que ficaram feridas no acidente envolvendo um ônibus nesta segunda-feira (22) na BR-116, em Guapimirim, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, continuam internadas no Hospital das Clínicas de Teresópolis, RJ. De acordo com o último boletim médico divulgado às 11h06min desta quarta-feira pelo HCT, outras seis pessoas tiveram alta até o fim da noite de terça-feira. Ernestina Santos, de 62 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada desta quarta-feira, aumentando o número de mortos do acidente para 15.
Elias de Souza ainda está com a sua esposa, Cláudia Maria de Souza, de 41 anos, internada no HCT. Ele contou ao G1 que sua esposa foi visitar parentes com a filha emItaperuna e estava regressando ao Rio de Janeiro. Por sorte, a filha do casal voltou uma semana antes.
“Ela não costuma fazer essa viagem. Ela estava de férias e foi visitar parentes. Minha filha voltou uma semana antes e minha esposa ficou. Ela fraturou três vértebras, mas está lucida”, disse Elias.
Passageiros sem cinto de segurança
Passageiros que estavam no ônibus da viação 1001, acidentado na Rodovia Rio-Teresópolis (BR116) nesta segunda-feira (22), não usavam o cinto de segurança durante a viagem. O policial militar Anésio de Freitas Júnior, que estava no veículo e não se feriu com gravidade, disse que algumas pessoas procuravam os cintos no momento em que o ônibus desceu uma ribanceira. "Tinha gente sem cinto, procurando. Logo depois o ônibus estava caindo", disse. As informações são do RJTV. 
O motorista de ônibus Antônio Abreu afirmou que muitos passageiros retiram o cinto depois de ouvirem as instruções. "A gente vai lá, faz a apresentação, pede para eles usarem direitinho. Mas aí você vira as costas...", contou.
De acordo com a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, o impacto de um passageiro em cima de outro em um acidente pode chegar a 1 tonelada. Segundo pesquisas internacionais, 70% das mortes no trânsito poderiam ser evitadas com o uso do cinto. 
Segundo a ANTT, o ônibus da 1001 havia sido vistoriado minutos antes da viagem e tinha cintos de segurança. Cabe a agentes de trânsito fiscalizar se passageiros de ônibus estão usando o equipamento. 
Resgate
Acidente com ônibus na Rio-Teresópolis (Foto: Reprodução Globo News)Acidente com ônibus na Rio-Teresópolis
(Foto: Reprodução Globo News)
Técnicos precisaram entrar na mata para afixar cabos de aço ao veículo. Para a remoção do veículo, foi usada a força de três guinchos grandes. Ele foi deslocado lentamente, depois que as árvores que impediam sua movimentação foram serradas. O veículo ficou completamente destruído.
Durante toda a madrugada desta terça-feira (23), técnicos trabalharam na Rio-Teresópolis, para retirar o ônibus da ribanceira. A operação cuidadosa contou com cerca de 40 homens. O trabalho começou depois da remoção do último corpo, o do motorista. A rodovia Rio-Teresópolis permaneceu com meia pista interditada até o fim da ação.
Os técnicos precisaram reposicionar os guinchos varias vezes. Foram mais de 40 minutos de tentativas até que o ônibus voltou a ser puxado até a pista. A frente do ônibus desapareceu entre ferro retorcido e fiação. Depois de vinte minutos de interdição total da rodovia, a meia pista voltou a ser liberada.
Funcionários da empresa 1001 recolheram as bagagens e envolveram o ônibus com plástico. Os técnicos não conseguiam arrastar o ônibus porque as rodas traseiras estavam travadas. O problema só foi resolvido perto das quatro da manhã. Rodovia só foi liberada quando os agentes limparam totalmente a pista.
Falha no freio
Peritos de Polícia Civil investigam se o ônibus, que caiu em uma ribanceira, teria perdido o freio antes do acidente. A falha técnica também é uma das hipóteses da causa do acidente, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A outra possibilidade é a de o motorista, que também morreu, ter passado mal.
A linha de investigação da PRF é baseada em relatos de testemunhas, que viram o ônibus, da empresa Auto Viação 1001, descer a serra na contramão, com o alerta ligado.
Um ônibus tombou na rodovia Rio-Teresópolis, na altura do km 100, em Guapimirim, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, na tarde desta segunda-feira (22). Segundo o Corpo de Bombeiros, pelo menos 11 pessoas morreram, entre elas o motorista. (Foto: Domingos Peixoto / Agência o Globo)Peritos registraram velocidade acima da permitida (Foto: Domingos Peixoto / Agência o Globo)
Segundo peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, o tacógrafo, que registra a velocidade do ônibus, marcava 80 km/h. A velocidade máxima permitida é de 60 km/h. A polícia também afirmou que não há marcas de freio.
O ônibus passará por uma perícia mais aprofundada. O caso foi registrado na 67ª DP (Guapimirim).
Confira a lista divulgada com os nomes dos 13 mortos identificados:
Charles Estelitta André
Edes Moraes da Silva
Eduardo Fernandes
Guiomar Pereira da Silva
Ilma da Silva Florido
José Neves Mota
José Severino da Silva
Jussara Nelon Magacho
Lúcia Florido Turques da Silva
Márcio Luis Ramos
Maria Aparecida Mota Neves
Osvaldo Wilson Dias da Costa
Zenalda Pereira Frades

terça-feira, 23 de outubro de 2012


Teresópolis: O perigo do lixo nas ruas.


Lixo é coisa séria, mas a população de Teresópolis,  com exceções, é claro, ainda não se conscientizou disso. Deixar lixo na rua é muito perigoso, mas isso é o que mais se vê andando por ai. É recomendado que se coloque o lixo na rua meia hora antes da coleta  para evitar o risco de que uma chuva forte transporte todo o lixo para os rios e bueiros, aumentando o perigo das inundações. No Japão, o lixo só sai de casa quando o caminhão chega, para evitar surpresas. Mas em Teresópolis, cenas como essa da foto acontecem com frequência. A foto foi tirada as três horas da tarde, quando na Várzea a coleta só começa por volta das 18:00. Tudo isso sem falar na grande quantidade de papéis, copos e bolsas plásticas, maços de cigarro, etc, que as pessoas jogam no chão como se as calçadas fossem lixeiras. Não existe justificativa para isso.

Espetáculo de dança contemporânea, “Um Rio, de Janeiro a Janeiro”, será apresentado no Sesc Teresópolis, dia 27/10‏


Espetáculo de dança contemporânea, “Um Rio, de Janeiro a Janeiro”, será apresentado no Sesc Teresópolis, dia 27/10
Associados têm entrada gratuita no espetáculo, que celebra as características de quem vive no subúrbio do Rio de Janeiro

O Sesc Teresópolis, seguindo sua vocação de polo cultural da região, apresenta no próximo dia 27/10, às 20h, o espetáculo “Um Rio, de Janeiro a Janeiro” - o mais recente trabalho da companhia carioca Rubens Barbot, um expoente da dança contemporânea. Associados Sesc Rio têm entrada gratuita, e os ingressos para o público em geral são populares: R$ 4 (inteira) e R$ 2 (estudantes, menores de 21 anos e idosos). A classificação é livre.

Com 22 anos de trabalho, a Cia. Rubens Barbot desenvolve um trabalho de análise de gestos e movimentos centrado especialmente na população afro-brasileira. Não é à toa que a companhia apresenta espetáculos com temas ligados às raízes africanas do povo brasileiro. Além disso, é a primeira de dança contemporânea a ter um elenco fixo totalmente negro, possibilitando a ampliação do espaço de atuação profissional de artistas e técnicos negros no mundo das artes cênicas.

“Um Rio, de Janeiro a Janeiro” não foge das características da companhia: é um olhar sobre gestualidade do carioca, em especial as figuras suburbanas, como o malandro. A trilha sonora de sambas, escolhida pelo diretor Gatto Larsen e o supervisor coreográfico Rubens Barbot para dar luz à malemolência carioca, é uma atração à parte. Canções como “O mundo é um moinho”, de Cartola e “Alvorada no Morro”, de Cartola, Hermínio Bello de Carvalho e Carlos Cachaça embalam as performances dos bailarinos, em um conjunto que promete emocionar o público, com alternância de sentimentos de alegria e tristeza.

Rio Paquequer usado como lixeira. Acorda Terê!

Na passarela ao lado da UNOPAR.
Essas imagens foram registradas essa semana. Todos os dias pessoas jogam lixo no Rio Paquequer, como se o rio fosse uma lixeira. Pneus, carrinho de bebê, caixas de papelão, bolsas plásticas, garrafas pet, papel de biscoito, etc. As imagens estão ai.
Desse jeito, não adianta reclamar da Prefeitura, porque não há limpeza que dê jeito.

A imagem fala por si mesma.


Unidade móvel realiza exames de


hanseníase em Teresópolis, RJ


O serviço oferece três consultórios com médicos e estudantes de medicina.
Casos suspeitos serão encaminhados para o Centro de Saúde da cidade.



A "Carretinha da Saúde", uma unidade móvel que realiza exames relacionados à hanseníase está em Teresópolis, Região Serrana do Rio. O objetivo é diagnosticar possíveis casos ainda no estagio inicial da doença.
O número de pacientes na cidade está dentro da meta da Organização Mundial de Saúde, que é de um caso para cada dez mil habitantes. No entanto, a Secretaria de Saúde acredita que há casos de hanseníase em Teresópolis que ainda não foram diagnosticados.
O público alvo desta iniciativa são as pessoas que tem manchas no corpo com aspecto estranho ou regiões insensível na pele. No local estão montados três consultórios com médicos e estudantes de medicina, que fazem os testes nos pacientes. A hanseníase é causada por um bacilo que atinge a pele e os nervos e resulta na perda de sensibilidade na área das manchas.
As pessoas com suspeita da doença serão encaminhadas imediatamente para tratamento no Centro do Saúde da cidade. O tratamento é simples: dura de seis meses a um ano e é gratuito. O paciente pode continuar a rotina de vida normalmente e não precisa se afastar da família.
A 'Carretinha da Saúde' está estacionada na Praça dos Expedicionários, no bairro de São Pedro, em frente à Unidade de Saúde 24 horas. O atendimento é gratuito e vai das 9h às 16h.
Os municípios interessados em receber o serviço podem solicitar pelo telefone 0800-026-2001.