quarta-feira, 23 de julho de 2014

Hospital Universitário Antônio Pedro ganha verba de R$ 1,8 milhão

Investimento foi liberado pelo Ministério da Saúde para hospitais universitários de todo País modernizarem suas instalações e realizarem obras de infraestrutura

O Ministério da Saúde liberou R$ 54 milhões para hospitais universitários de todo País modernizarem suas instalações e realizarem obras de infraestrutura. O recurso faz parte do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf) e favorecerá 25 unidades em 16 Estados. Em Niterói, o Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap), foi beneficiado com o investimento de aproximadamente R$ 1,8 milhão.
De acordo com a direção do Huap, toda a verba disponibilizada pelo Governo Federal será destinada inicialmente para o pagamento dos custos básicos do hospital como serviços de água, luz e limpeza. A outra parcela do montante irá arcar com custos atribuídos a equipe de segurança, material médico e manutenção geral dos equipamentos. Além disso, a gestão da unidade também pretende utilizar uma porcentagem do suprimento monetário para incentivar estudos e pesquisas científicas nos laboratórios. 
O Rehuf é uma parceria dos Ministérios da Saúde e da Educação e tem o objetivo de aperfeiçoar a gestão administrativa, financeira e hospitalar no campo da assistência e do ensino, melhorando a integração serviço-saúde. Os valores orçamentados são definidos junto com as instituições e levam em conta os indicadores e metas de desempenho de cada local. Atualmente, 45 hospitais e a outras duas unidades de saúde ligadas às universidades fazem parte do Programa. 
Este é o segundo repasse do ano para os Hospitais Universitários (HUs). Em maio, as unidades receberam R$ 100 milhões em incentivo para melhoria de suas instalações. Até o final de 2014, a previsão é que sejam repassados pelo programa R$ 463,7 milhões. Deste valor, R$ 328,2 milhões são destinados ao custeio de atividades assistenciais e de ensino, obras e reformas e os outros R$ 140,9 milhões, para a compra de equipamentos e melhorias. Desde o início do programa, em 2010, o Ministério da Saúde já investiu R$ 2 bilhões em hospitais de ensino de todo País.