sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Números desmentem o prefeito de São João de Meriti

As contas de Sandro não batem
Problemas seriam causados por má gestão e não por redução de recursos

Os orçamentos aprovados para o município de São João de Meriti são crescentes, com previsão de receita variando para cima, sem registrar de fato, nos últimos quatro anos, nenhuma queda abrupta suficiente para justificar o caos financeiro instalado na administração municipal desde o inicio de 2014, mas essa é a desculpa que o prefeito Sandro Matos (PDT) e sua equipe de gestão vem usando toda vez que os servidores decidem protestar pelo atraso no pagamento dos salários e contra as precárias condições de trabalho. Os repasses federais, por exemplo, que segundo o prefeito teriam sido reduzidos em porcentuais preocupantes, ao contrário, tem sido maiores que o total registrado em 2009, primeiro ano do mandato de Matos, que foi de R$ 123.099.636,28. Para se ter ideia, só nos primeiros seis meses de 2014 os recursos federais somaram R$ 165.621.048,30, com previsão de atingir a soma de pelo menos R$ 210 milhões até o fim do ano, o que derruba a argumentação de que os repasses estariam caindo drasticamente a cada ano. De acordo com o Portal da Transparência do governo federal, os números dos repasses feitos ao município de São João de Meriti oscilam, é verdade, mas registram um aumento considerável desde o primeiro ano da atual gestão.
http://www.elizeupires.com